CÂMARA CHAMA UFBA E PESCADORES PARA DEBATER COM SALLES ÓLEO NO NORDESTE


Mensurar o real impacto no meio-ambiente, na economia e na saúde do desastre ambiental do óleo que contamina as praias do Nordeste do país. Uma audiência pública com esse tema será realizada na próxima quarta-feira (6), na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara de Deputados. O requerimento, aprovado nesta quarta (30), é de autoria dos deputados Léo Motta (PSL-MG), Jorge Solla (PT-BA), Júnior Mano (PL-CE) e Padre João (PT-MG).

Sentarão à mesa representantes da Universidade Federal da Bahia (UFBA) – que estudam a composição do óleo e seus efeitos para o meio-ambiente e saúde –, representantes dos pescadores das áreas afetadas, o ministro do Meio-Ambiente, Ricardo Salles, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco e um representante da Marinha.

O deputado Solla alertou para recente manifestação de pesquisadores da UFBA, endossada pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), que pede a imediata declaração de estado de emergência em saúde pública. Em nota, os docentes afirmam que há sérias ameaças para a saúde da população: componentes químicos do petróleo, como o benzeno, são cancerígenos e podem causar má formação fetal e patologias graves.

Segundo Solla, o secretário de Meio Ambiente da Bahia, João Carlos Oliveira, também reclama da falta de ajuda federal. “Não existe nenhuma medida, os planos de contingência não foram adotados, isso não teve repercussão efetiva em nosso estado. Em Abrolhos, os pescadores estão usando rede de pesca para evitar que o óleo chegue. Já tiraram mais de 800 kg de óleo. E ainda não chegou lá nenhuma iniciativa do governo federal, são só os pescadores de forma heroica”, destaca o petista.

Assessoria de imprensa deputado federal Jorge Solla (PT-BA)
Rafael Mello (61) 99821-9043
Compartilhe no Google Plus

Sobre CHICO DUVALLE

Chico Duvalle - Jornalista DRT-MA 1741 / Radialista DRT-MA 1008
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário