OZIEL FAZ AVALIAÇÃO POSITIVA, MAS PEDE CAUTELA NAS DECISÕES PARA EVITAR COLAPSO



"SAÍMOS DAQUI FECHADOS E AGUARDANDO PROPOSTAS DO COMÉRCIO DISSE PREFEITO 

Atendendo um apelo dos empresários de diversos seguimentos flexibilização das ações e das medidas de contenção adotadas no âmbito do Município de Luís Eduardo Magalhães ele convocou empresários de vários seguimentos para uma reunião de tomadas de decisões coletivas, Oziel abriu a reunião pedindo cautela de segurança numa possível retomada dos serviços e atividades essenciais e uma fase mais pesada do COVID19. 

Caso haja uma retomada das atividades o funcionamento, deverá ser adotada de medidas preventivas de segurança e de contenção recomendadas pela Secretaria Municipal de Saúde e pela coordenação da UCC19 – Unidade de Controle ao COVID-19. 

O colegiado contou com a presença dos vereadores: Reinildo Neri (presidente da Câmara); Carlos Kock (PSC) e kenni Henke (DEM); o secretário de administração e finanças Ricardo Knupp, o juiz Flávio Ferrari (Comarca de LEM), o ministério público representado pelo promotor Bruno Pinto e Silva o presidente da OAB/Subseção de Luís Eduardo Magalhães, Dr. Arthur José Granich, o presidente da ACELEM - Jother Arcanjo, a procuradora do município Taciana Nadal e empresários de vários segmentos. 

Antes, Secretário de saúde Dr. Felipe Melhem convidou os empresários, vereadores e o prefeito Oziel  para conhecer a UCC-19 montada pela Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães para o enfrentamento ao novo Coronavírus. 

Para presidente da ACELEM, o comércio deve abrir as portas, antes ele já havia publicado na imprensa uma carta aberta ao prefeito Oziel Oliveira para que pudesse avaliar os decretos já publicados. Ele disse os empresários de Luís Eduardo Magalhães cancelaram seus respectivos pedidos com as fábricas do sul do país e que teme pelo fechamento definitivo dessas empresas, comentou ainda as vendas já caíram em torno de 70% e a maioria não sabe como vai pagar a folha do mês de março. Arcanjo disse que vários empresários já estão entrando em depressão, outro problema de saúde. 

“O comércio não resiste em mais uma semana de portas fechadas" disse o representante da ASSOMIBA- Associação de revendedores de máquinas e implementos agrícolas, Maicon Augusto Crestani. 

Em sua fala o Pastor Vagner, disse que existem na igreja muitas interrogações e limitações para a frequência do público nos templos, classificada como serviços essenciais ele disse hoje está dividido entre o decreto do município e do Governo Federal. 

O presidente da Câmara, Reinildo Neri também pediu cautela na tomada de decisões, segundo ele, Luís Eduardo Magalhães não tem nenhum caso registrado do covid19, isso deve-se ao excelente trabalho implantado pela secretaria de saúde, ele disse ainda se abrir a porta os comércios sem critérios a cidade poderá mergulhar numa crise maior, e com óbitos. 

O promotor Bruno Pinto e Silva disse que qualquer decisão a ser tomada vai trazer vários questionamentos, “a decisão será técnica, mas também terá que ser política” comentou o Promotor que também sugeriu a abertura do comércio com uma pausa ao meio dia ou em apenas um turno. 

O colegiado decidiu que até o fim da tarde de hoje os empresários devem apresentar ao prefeito Oziel propostas dos segmentos, após a analise novas medidas devem ser anunciadas até segunda-feira, 30. 

O prefeito Oziel Oliveira disse a imprensa que nesse cenário de preocupação e de incertezas a cerca da pandemia mundial do COVID -19, continua defendendo o isolamento social e a segurança.







Compartilhe no Google Plus

Sobre CHICO DUVALLE

Chico Duvalle - Jornalista DRT-MA 1741 / Radialista DRT-MA 1008
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Publicar um comentário