VACINA CONTRA A GRIPE EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS: CAMPANHA COMEÇOU NA SEGUNDA EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES

VACINA CONTRA A GRIPE EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS: CAMPANHA COMEÇOU NA SEGUNDA EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES

Começou ontem (23) e vai até o dia 22 de maio, a Campanha de Vacinação contra a Gripe. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina contra a influenza garante proteção para três tipos de vírus (H1N1, H3N2, Influenza B).

A vacina não apresenta eficácia contra o coronavírus, mas é uma forma de prevenção para outros vírus ajudando a reduzir a demanda de pacientes com sintomas respiratórios e acelerarem o diagnóstico para a Covid-19.

Na primeira etapa, que vai até o dia 15 de abril, a meta é imunizar somente pessoas acima dos 60 anos de idade (mesmo que não apresentem o cartão de vacina) e os trabalhadores da área da saúde (receberão a vacina nos postos de trabalho).

Na segunda fase, que começa no dia 16 de abril, também passarão a ser imunizados os professores das escolas públicas e privadas e os profissionais das forças de segurança e salvamento.

A partir de 09 de maio serão incluídos os portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais, crianças de seis meses a seis anos de idade, gestantes e recém puérperas e povos indígenas.

A normativa do Ministério da Saúde estabelece ainda que os idosos acamados deverão receber a vacina volante prioritariamente; os postos de saúde precisam ter horário estendido, garantindo oferta de vacinação inclusive durante o período do almoço; ter o maior número de profissionais envolvidos diretamente na vacinação a fim de tornar o ato o mais rápido possível; disponibilizar servidor específico para direcionar o fluxo de atendimento das vacinas rotineiras, de campanha e dos demais atendimentos (na entrada da unidade); utilizar tendas ou estruturas cobertas nas áreas externas dos postos de saúde, para recepcionar os idosos, respeitando o distanciamento de 2 metros e disponibilizar um local específico para vacinação do idoso, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, separados do local de vacinação rotineira.

Outras medidas também foram adotadas nos postos de saúde para minimizar a possibilidade de contágio. Entre elas o aumento da distância das pessoas nas filas (mínimo 2 metros); orientação para que as pessoas evitem contato próximo por meio do aperto de mão, beijo e abraço, principalmente quando estiver aguardando para receber a vacina; ampliação da frequência de limpeza de pisos, corrimãos, maçanetas e banheiros com álcool 70% ou solução de água sanitária.

De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde de Luís Eduardo Magalhães, todas as medidas foram tomadas para garantir a agilidade e a segurança das pessoas que serão imunizadas no município.

“Estamos preparados para atender as exigências do Ministério da Saúde tendo em vista o Plano de Ação para medidas não farmacológicas com o objetivo de reduzir o risco de transmissão do COVID-19 e consequentemente retardar a epidemia em nosso município. As pessoas não precisam se aglomerar nos postos de saúde porque o prazo é suficiente para que todos recebam as doses. Eu quero finalizar dizendo que as pessoas com sintomas respiratórios ou febre deverão ser orientadas a não comparecerem para a vacinação, enquanto houver sintomatologia, podendo ser vacinados após resolução dos sintomas”. concluiu Arisleide Bispo.

Assessoria de Comunicação (ASCOM)
Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães/BA
Compartilhe no Google Plus

Sobre CHICO DUVALLE

Chico Duvalle - Jornalista DRT-MA 1741 / Radialista DRT-MA 1008
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário