CANDIDATO VENCEDOR DA ELEIÇÃO DO CREA PODE SER PREJUDICADO COM ESQUEMA DE IMPUGNAÇÃO DAS URNAS DE BARREIRAS E LUÍS EDUARDO MAGALHÃES



ELEIÇÃO DO CREA-BA SOB POLÊMICA
Caso não ocorra nenhuma impugnação das 7 urnas retidas, o resultado dos boletins aponta uma vitória para o Engenheiro Joseval Carqueija, por cerca de 14 votos.

As eleições para escolha dos novos membros do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (CREA-BA), está gerando polêmica entre os profissionais de engenharia, Agronomia, Geociências, Técnicos e Urbanistas. O certame que ocorreu último dia 01/10 se arrasta até este domingo sob irregularidades nas urnas, tentativas seletivas de impugnação das mesmas e pressão dos profissionais sobre a Comissão Eleitoral Regional (CER) para que tenha transparência e celeridade no processo de homologação das urnas. 
A Comissão Eleitoral Regional é uma comissão independente formada para conduzir o pleito no estado da Bahia, conforme deliberações da Comissão Eleitoral Federal.
A disputa pela presidência do órgão, envolve o atual presidente licenciado, o Engenheiro Civil Luiz Edmundo Prado e o Engenheiro Agrimensor, Joseval Carqueija. 


Os profissionais alegam ainda que: 
Consta em ATA que na urna do Sinduscon alguns eleitores utilizaram celulares na cabine de votação e também foram pontuadas irregularidades, como ausência de 10 cédulas em branco. Ontem, CER negou o pedido de impugnação e procedeu com a conferência dos votos e homologação da urna, que foi a primeira a ser aberta;

Ainda no sábado, na sequência, foram conduzidas a abertura de cerca 20 das 38 urnas e consequente homologação sem problemas. 
Daí em diante, foram identificadas irregularidades como falta de lacre nas urnas de Santa Maria da Vitória, em duas urnas de Salvador, separadas na sequência para posterior análise. 

As urnas de Barreiras e Luis Eduardo Magalhães também foram separadas e sofreram pedido de impugnação pela chapa de Luís Edmundo. O motivo não foi revelado pela CER. 

Em conversa com os mesários e presentes nas seções de barreiras e LEM, os mesmos relataram que não houveram problemas na urna de barreiras e que em LEM a lista de votantes fornecida estava desatualizada, mas que o problema tinha sido resolvido em certo andamento do pleito, e o registro em ata não identifica irregularidade. A urna de Teixeira de Freitas também já foi aberta e não informado o motivo da impugnação.
Com todas as urnas disponíveis homologadas, restaram 7 urnas em separado, dentre as quais citadas acima para análise da CER agora pela manhã no domingo. 
Ainda nesta manhã de domingo, tivemos informação que foram proibidas a entrada de alguns fiscais, conselheiros e de profissionais para acompanhar o processo de análise das urnas retidas. 
Maurício Rosas, Engenheiro Eletricista, relata que: "O destino do CREA-BA está em jogo, é preciso lutar pra que seja respeitado o resultado das urnas, não aceitamos qualquer tipo de manipulação, pressão do candidato derrotado e tentativas de obter êxito de maneira ilegal." 
Caso não ocorra nenhuma impugnação das 7 urnas retidas, o resultado dos boletins aponta uma vitória para o Engenheiro Joseval Carqueija, por cerca de 14 votos.
Compartilhe no Google Plus

Sobre CHICO DUVALLE

Chico Duvalle - Jornalista DRT-MA 1741 / Radialista DRT-MA 1008
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Publicar um comentário