ENERGIA VOLTA AO AMAPÁ, MAS DEIXA RASTRO DE PREJUÍZO MILIONÁRIO À DISTRIBUIDORA

André Borges e Anne Warth 


BRASÍLIA - Os 207 mil consumidores de energia do Amapá ainda contam os prejuízos que sofreram por causa dos 21 dias que sofreram com o apagão geral no Estado, causado pelo incêndio em um transformador da empresa Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LMTE). No próprio setor elétrico, porém, já há quem comece a fazer as contas do estrago. É o caso da distribuidora de energia Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), que não tem relação com o problema, mas depende das redes de transmissão para abastecer o Estado.

O Estadão teve acesso a um ofício que o presidente da CEA, Marcos do Nascimento Pereira, enviou à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no dia 16, para relatar os reflexos do blecaute na entrega de energia. No documento, a empresa relata que está mergulhada em uma “situação financeira caótica”, porque o consumo caiu drasticamente nos últimos 20 dias, problema que se soma à forte inadimplência, que está na faixa de R$ 200 milhões. LEIA MAIS AQUI: https://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil/energia-volta-ao-amap%c3%a1-mas-deixa-rastro-de-preju%c3%adzo-milion%c3%a1rio-%c3%a0-distribuidora/ar-BB1bjUIW

Compartilhe no Google Plus

Sobre CHICO DUVALLE

Chico Duvalle - Jornalista DRT-MA 1741 / Radialista DRT-MA 1008
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Publicar um comentário