BRASILEIRÃO TEM RODADA IMPORTANTE NESTA QUARTA-FEIRA

 São Paulo e Internacional disputam liderança na rodada R, quarta-feira Q. Informações, palpites e análises do PVC

O tricolor do Morumbi é o líder do campeonato 

SÃO PAULO x INTERNACIONAL

Quarta-feira, Morumbi, 21h30


ANÁLISE – O provável retorno de Luciano dá esperança aos torcedores do São Paulo de recuperação. Mas o Internacional tem muita força no meio-de-campo e nos contra-golpes.

SÃO PAULO – Problemas – Arboleda (terceiro cartão) – Time provável (4-4-2) – Tiago Volpi, Juanfran, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Gabriel Sara, Daniel Alves, Luan e Igor Gomes; Luciano e Brenner. Técnico: Fernando Diniz

INTERNACIONAL – Problemas – Thiago Galhardo (machucado), Rodrigo Moledo (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Marcelo Lomba, Rodinei, Lucas Ribeiro, Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado; Caio Vidal, Edenílson, Praxedes e Patrick; Yuri Alberto. Técnico: Abel Braga

CURIOSIDADE – São Paulo e Internacional têm um técnico-ídolo em comum: Rubens Minelli. Tricampeão brasileiro de 1975 e 1976, pelo Internacional, e São Paulo, em 1977.

RETROSPECTO – O São Paulo só venceu um dos últimos sete jogos contra o Internacional.

ARBITRAGEM – Marcelo de Lima Henrique (RJ); Rodrigo Figueiredo Cardoso (RJ), Michael Corrêa (RJ)

ÁRBITRO DE VÍDEO - Rodrigo Nunes de Sá (RJ)


BOTAFOGO x ATLÉTICO GOIANIENSE

Quarta-feira, Nílton Santos, 17h

ANÁLISE – Anda difícil acreditar no Botafogo, mesmo jogando em casa. Mas o Atlético Goianiense também vem com dificuldades para vencer e sua única vitória, nos últimos cinco jogos, foi contra o Goiás, pelo Campeonato Goiano, que voltou a ser disputado.

BOTAFOGO – Problemas – Diego Cavalieri (machucado), Forster (machucado), Gatito Fernández (machucado), Lucas Barros (machucado), Angulo (machucado), Guilherme Santos (machucado) – Time provável (4-4-2) – Diego Loureiro, Kevin, Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luís; Bruno Nazário, Caio Alexandre, Zé Wellison e Kelvin; Pedro Raul e Matheus Babi. Técnico: Eduardo Barroca

ATLÉTICO GOIANIENSE – Problemas – William Maranhão (suspenso pelo STJD), Nicolas (machucado), Rithelly (machucado), Roberson (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Jean, Dudu, João Victor, Éder e Natanael; Pereira; Chico, Marlon Freitas, Matheus Vargas e Wellington Rato; Zé Roberto. Técnico: Marcelo Cabo

CURIOSIDADE – Apesar de jogarem amistosos na época de Garincha e Nílton Santos, o primeiro confronto da história do Brasileiro aconteceu apenas em 2010.

RETROSPECTO – No Rio de Janeiro, o Botafogo enfrentou quatro vezes o Atlético Goianiense. Venceu duas, empatou uma e perdeu por 2 x 1 no ano passado.


PALPITE – Empate

ARBITRAGEM – Ramon Abatti Abel (SC); Alex dos Santos (SC), Éder Alexandre (SC)

ÁRBITRO DE VÍDEO – Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)


BAHIA x ATHLETICO PARANAENSE

Quarta-feira, Fonte Nova, 18h


ANÁLISE – O Bahia teve dez dias de preparação e o Athletico tem sete desfalques. Tudo indica o Bahia reagindo, menos a qualidade do jogo das últimas rodadas.

BAHIA – Problemas – Edílson (machucado), João Pedro (machucado), Édson (machucado), Élton (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Douglas, Nino Paraíba, Juninho, Ânderson Martins e Juninho Capixaba; Ronaldo; Rossi, Édson, Ramon e Ruan Pablo Ramírez; Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti

ATHLETICO PARANAENSE – Problemas – Abner (machucado), Nikão (machucado), Fernando Canesin (terceiro cartão), Márcio Azevedo (machucado), Léo Citadini (machucado), Lucho González (machucado), Erick (machucado) – Time provável (4-4-2) – Santos, Jonathan, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Zé Ivaldo; Bruno Leite, Richard, Christian e Carlos Eduardo; Reinaldo e Renato Kayzer. Técnico: Paulo Autuori

CURIOSIDADE – Na primeira visita do Athletico à Fonte Nova, pelo Brasileiro unificado, seu zagueiro era Belini e seu treinador, Djalma Santos.

RETROSPECTO – Em 15 jogos na Fonte Nova pelo Brasileiro, foram 5 vitórias do Bahia e 4 do Athletico.

ARBITRAGEM – Luiz Flávio de Oliveira (SP); Danilo Ricardo Simon Manis (SP), Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

ÁRBITRO DE VÍDEO – José Cláudio Rocha Filho (SP)


GRÊMIO x ATLÉTICO MINEIRO

Quarta-feira, Arena do Grêmio, 19h15


ANÁLISE – O Grêmio tem vencido o Atlético em Porto Alegre, mas a necessidade de Sampáoli atacar pode tornar esta partida diferente de todas as anteriores.

GRÊMIO – Problemas – Geromel (machucado), Matheus Henrique (machucado, dúvida), Churín (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Vanderlei, Victor Ferraz, Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Lucas Silva e Maicon; Alisson, Jean Pyerre e Pepê; Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho

ATLÉTICO MINEIRO – Problemas – Jair (terceiro cartão) – Time provável (4-1-4-1) – Éverson, Guga, Réver, Junior Alonso e Arana; Allan; Savarino, Alan Franco, Hyoran e Keno; Vargas. Técnico: Jorge Sampaoli

CURIOSIDADE – Foi na Copa do Brasil de 2016, num Grêmio x Atlético, que Renato Gaúcho conquistou seu primeiro título como técnico gremista.

RETROSPECTO – Pelo Brasileiro, na Arena do Grêmio, são cinco vitórias gremistas, um empate e uma vitória do Atlético, no primeiro encontro, em 2013.


ARBITRAGEM – Raphael Claus (SP); Marcelo Carvalho Van Gasse (SP), Alex Ang Ribeiro (SP)

ÁRBITRO DE VÍDEO – Rodrigo Guarizo do Amaral (SP)


CORITIBA x FLUMINENSE

Quarta-feira, Couto Pereira, 20h30

ANÁLISE – O Coritiba recuperou confiança com a vitória sobre o Vasco e pretende ganhar para tentar seu último suspiro. O Fluminense não jogou bem nenhum dos dois jogos depois de vencer o Fla-Flu.

CORITIBA – Problemas – Matheus Sales (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Wilson, Natanael, Nathan Ribeiro, Sabino e Guilherme Biro; Hugo Moura e Nathan Silva; Sarrafiore, Matheus Bueno e Róbosn; Pablo Thomaz. Técnico: Gustavo Morínigo

FLUMINENSE – Problemas – Ganso (apendicite), Marcos Paulo (machucado, dúvida) – Time provável (4-1-4-1) – Marcos Felipe, Calegari, Luccas Claro, Matheus Ferraz e Egídio; Marttinelli; Luís Henrique, Yago Felipe, Michel Araújo e Lucca; Fred. Técnico: Marcão

CURIOSIDADE – No passado, foi um jogo de grandes e famosos técnicos. Em 1971, segundo jogo da história pelo Brasileiro, o Fluminense era dirigido por Zagallo e o Coritiba por Tim.

RETROSPECTO – Em vinte jogos de Brasileiro no Couto Pereira, o Fluminense só venceu três: em 1988, 2012 e 2017.

ARBITRAGEM – Felipe Fernandes de Lima (MG); Guilherme Dias Camilo (MG), Celso Luiz da Silva (MG)

ÁRBITRO DE VÍDEO – Igor Junio Benevenuto (MG)


BRAGANTINO x VASCO

Quarta-feira, Nabi Abi Chedid, 21h30


ANÁLISE – O Bragantino subiu muito de produção e o Vasco segue oscilante. Não será fácil para o cruzmaltino vencer fora de casa.

BRAGANTINO – Problemas – Ryler (terceiro cartão), Lucas Evangelista (machucado), Luan (machucado), Wéverson (covid), Alerrandro (covid), Uillian Correia (covid) – Time provável (4-4-2) - Cleiton, Aderlan, Léo Ortiz, Fabrício Bruno e Edimar; Arthur, Eric Ramires, Raul e Helinho; Claudinho e Ytalo. Técnico: Maurício Barbieri

VASCO – Problemas – Henrique (expulso), Bruno Gomes (terceiro cartão) – Time provável (4-1-4-1) – Fernando Miguel, Léo Matos, Werley, Leandro Castan e Neto Borges; Andrey; Yago Pikachu, Juninho, Léo Gil e Talles Magno; Germán Cano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CURIOSIDADE – No primeiro Bragantino x Vasco da história do Brasileiro, o técnico do Bragantino era Vanderlei Luxemburgo, que venceu por 1 x 0 o Vasco de Zagallo.

RETROSPECTO – O Vasco jogou quatro vezes em Bragança Paulista pelo Brasileirão e só venceu uma, em 1996, por 2 x 1, gol da vitória marcado por Juninho Pernambucano.

ARBITRAGEM – Leandro Pedro Vuaden (RS); Jorge Eduardo Bernardi (RS), José Eduardo Calza (RS)

ÁRBITRO DE VÍDEO – Daniel Nobre Bins (RS)


Compartilhe no Google Plus

Sobre CHICO DUVALLE

Chico Duvalle - Jornalista DRT-MA 1741 / Radialista DRT-MA 1008
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Publicar um comentário