LEM URGENTE

 por Chico Duvalle

CENÁRIO DIFICIL

O ano de 2021 será difícil para as finanças de estados e municípios, essa é a analise da equipe técnica do Governador Rui Costa. Segundo eles, tudo isso por conta de uma série de problemas no cenário econômico brasileiro, incluindo desemprego recorde, ameaça de volta da inflação e fim do auxílio emergencial. O secretário da Fazenda da Bahia, Manoel Vitório, ressalta que o governo baiano está preparado para este novo desafio e já intensifica as medidas a seu alcance que ajudaram o Estado a sobreviver às crises econômicas recentes, inclusive aos meses mais críticos para a arrecadação em 2020 em função da pandemia.

MEDIDAS

Tais medidas adotadas sob a liderança do governador Rui Costa incluem uma sólida política de qualidade do gasto público que já soma economia real de R$ 5,9 bilhões desde 2015, aliada a um dos mais intensivos processos, no plano estadual, de modernização do fisco e a um trabalho constante de combate à sonegação.

EM ALTA

O ex-Prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), não só conseguiu emplacar seu vice na Prefeitura da capital como deixou sua gestão com um alto índice de aprovação de sua gestão. Os DEMOCRATAS emplacaram prefeitos nas principais cidades baianas, incluindo Barreiras e Luís Eduardo Magalhães, Zito Barbosa e Júnior Marabá respectivamente.

SANGUE NA VEIA


ACM Neto é de uma família tradicional de políticos. É filho do ex-senador ACM Júnior e neto do ex-presidente do Senado Antonio Carlos Magalhães, que governou a Bahia por 3 mandatos. O prefeito foi reeleito em 2016, com 74% dos votos, no 1º turno e também seu vice Bruno Reis em 2020  com 64, 20% dos votos.

DEM NACIONAL

O comandante nacional do DEM assumiu a direção do partido em meados de 2018, em substituição ao ex-senador José Agripino (RN), que ficou por cerca de oito anos na direção nacional do partido.

Em 2019, ACM Neto foi reeleito na convenção em Brasília por aclamação e segue reorganizando a sigla em todos os estados da federação.


RETOMADA

Sua maior missão será a retomada do governo baiano em 2022, sob o comando do PT desde  2007, quando Paulo Souto (antigo PFL/DEM) perdeu para Jaques Wagner que se reelegeu em 2010 e fez o sucessor Rui Costa em 2014 e que também conseguiu sua reeleição em 2018.

CENÁRIO 2022

Diante desse cenário, Otto Alencar (PSD) e ACM Neto (DEM), serão os dois grandes nomes das eleições ao Governo do Estado, sendo que o ex-prefeito de Salvador no momento leva uma grande vantagem. Vamos aguarda.

Compartilhe no Google Plus

Sobre CHICO DUVALLE

Chico Duvalle - Jornalista DRT-MA 1741 / Radialista DRT-MA 1008
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário