SONOLÊNCIA EXCESSIVA PODE SER FUGA DA REALIDADE

Para fugir de um problema ou preocupação, algumas pessoas tentam de alguma forma acelerar os ponteiros do relógio, seja se mantendo ocupado com algo que gosta, com o trabalho ou até mesmo dormindo em excesso. Em tempos de pandemia, esses comportamentos estão mais comuns e têm afetado as relações e o desempenho nas atividades cotidianas.

As angústias, o medo, o estresse e outras perturbações fazem com que a mente humana crie mecanismos para escapar da realidade momentânea e tentar antecipar o próximo dia, explica o doutor em neuroanatomia, mestre em anatomia humana pela Unicamp e terapeuta integrativo, Mario Sabha Jr“A gente adota esses comportamentos para se preservar e nem sempre percebe. Ter sonolência excessiva durante o dia e dormir mais cedo que o habitual é uma das formas mais comuns de fuga para não enfrentar determinada situação”, diz.

Segundo o especialista, esse é um padrão que, na maioria dos casos, vem da infância. “Isso pode vir de mecanismos que utilizamos para tentar fazer que o dia seguinte chegue mais rápido dormindo mais cedo. Crianças fazem muito isso na tentativa de antecipar um passeio ou um presente, por exemplo”, afirma.

Sonolência excessiva pode prejudicar atividades diárias

Sabha enfatiza que dormir mais cedo ajuda a aliviar as tensões, mas existem diferenças entre o descanso necessário depois de um dia cansativo e a tentativa de fuga, que pode se repetir se não ocorrerem mudanças de hábitos. “Nossa mente tem truques para que a gente consiga abreviar um pouco o dia, os sofrimentos e os cansaços, mas dormir mais cedo nem sempre vai mudar a realidade, o mau humor ou aliviar o estresse se você acordar e repetir as mesmas coisas e não buscar ajuda”, diz.

Cada pessoa lida de uma forma diferente com os problemas cotidianos e por esse motivo é fundamental buscar ajuda profissional para entender a razão desse comportamento que pode comprometer o desempenho em atividades diárias, alerta o terapeuta integrativo. “Buscar profissionais que consigam trabalhar o corpo, a mente, a essência da pessoa e que a auxilie explorar suas qualidades e buscar o equilíbrio nesse momento é essencial. Tratamentos por meio de terapias metafísicas com reeducação emocional e afetiva é uma das formas de ter mais qualidade de vida”, completa.

Mario Sabha Jr. é terapeuta integrativo, doutor em
neuroanatomia e mestre em anatomia humana pela Unicamp


Compartilhe no Google Plus

Sobre CHICO DUVALLE

Chico Duvalle - Jornalista DRT-MA 1741 / Radialista DRT-MA 1008
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário