"FICTÍCIO ASSÉDIO" SERÁ QUE A POLÍCIA BAHIANA VAI ENGOLIR ESSA?

*Nota Pública 25/10/2021*
A polícia civil da Bahia declarou que o assassinato do médico Júlio César teve como motivação um fictício assédio imaginado pelo investigado Diego Cigano.

A família refuta a possibilidade de alguém imaginar assédio num local em que estivesse um médico atarefado, a esposa do médico, a assistente do médico, uma mãe, uma criança e um pai, este, sim, envolvido em crimes, inclusive homicídios na região, segundo a polícia.

Assim, concluir inquérito policial já dando como certa essa motivação, sem qualquer confissão do próprio, é medida temerária e precipitada, merecendo um maior aprofundamento dos fatos.

O motivo desse bárbaro crime, que abalou não só à população da Bahia, mas todo o Brasil, necessita de uma melhor análise, com provas mais robustas, ainda mais quando há a grande possibilidade de haver terceiros envolvidos.

A família e a comunidade agradece todo o trabalho já desenvolvido pela Polícia, mas roga que a busca pela verdade real não cesse antes de que todos os culpados sejam identificados e tudo fique bem esclarecido.
Compartilhe no Google Plus

Sobre CHICO DUVALLE

Chico Duvalle - Jornalista DRT-MA 1741 / Radialista DRT-MA 1008
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário