INCÊNDIOS FLORESTAIS: CHUVAS NO INTERIOR DIMINUEM FOCOS DE CALOR



As fortes chuvas que caem no interior do estado têm colaborado de forma considerável no combate aos incêndios florestais. É o que mostram os dados divulgados pela Sala de Situação de Monitoramento Ambiental do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema).

O boletim de focos de calor é emitido diariamente, municiando a equipe da Operação Bahia Sem Fogo, do Governo do Estado, que combate os incêndios florestais em todo território baiano.

Considerando dados do satélite de referência Aqua – NASA, nesta quinta-feira (21), não houve sequer um registro de foco de calor na Bahia – em alguns dias no início do mês este número passou de 600. 

Durante este período o Governo do Estado contratou 14 aeronaves do modelo air tractor para lançar água nas áreas atingidas, que ajudaram a combater os incêndios florestais nos municípios atingidos, além de dos esforços das equipes de campo, Secretaria do Meio Ambiente (Sema), Inema, Defesa Civil, Bombeiro Militar e brigadistas voluntários.

Desde quarta-feira (20) foram registrados volumes expressivos de chuva em vários pontos do território baiano. Segundo o meteorologista Aldírio Almeida, da Coordenação de Estudos de Clima e Projetos Especiais (COCEP), do Instituto, “em alguns municípios, os volumes acumulados entre quarta-feira e esta sexta-feira (23) já ultrapassam 80 mm, a exemplo de Salvador (120,0 mm em Cosme de Farias), América Dourada (84,2 mm), Lapão (83,2 mm) e Juazeiro (82,8 mm), onde cada milímetro corresponde a um litro de chuva por metro quadrado”.

Ainda segundo o meteorologista, esta condição favorável à ocorrência de chuvas na maior parte do Estado deve se manter no decorrer deste sábado. Já no domingo (24), os maiores volumes deverão ficar restritos ao oeste baiano. “Vale destacar que o mês de outubro marca o início climatológico do período chuvoso de grande parte do interior da Bahia, época em que as chuvas se tornam mais frequentes em algumas regiões, incluindo todo o centro-oeste e sudoeste baiano”, explicou.

Sobre os incêndios ainda em combate, apenas o município de Barra, localizado a cerca de 650 km de Salvador, requer atenção, pois ainda tem um foco de incêndio em monitoramento e outro em fase de rescaldo; duas aeronaves auxiliam na ação.

*Sala de Situação de Monitoramento Ambiental –* Inaugurada em 2012, a sala é fruto de um acordo de cooperação técnica entre a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Inema, sendo gerida atualmente pela Diretoria de Recursos Hídricos e Monitoramento Ambiental (DIRAM).

*Canais de denúncia –* A qualquer sinal de incêndio, a população deve ligar para o 193. As denúncias de queimadas ilegais e outros crimes ambientais podem ser feitas pelo telefone 0800 071 1400.
Compartilhe no Google Plus

Sobre CHICO DUVALLE

Chico Duvalle - Jornalista DRT-MA 1741 / Radialista DRT-MA 1008
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário